O eterno problema da cobrança das quotas

Acontece sempre por esta altura:
Quando fazemos o balanço verificamos que menos de metade dos Pilões Associados pagaram a sua quota referente ao ano em curso.
Este cenário um número significativo de quotas em atraso , sem pessimismo exagerado, leva-nos a sentir que estamos a colocar em risco o sonho dos Pilões heróis que em 1932 colocaram de pé o projecto solidário que nos cumpre manter, honrar e defender!
Em defesa e manutenção da nossa Associação pergunto: O que estamos dispostos a fazer e o que esperamos que esta represente para nós?
Já pensámos nos Pilões em dificuldades que acorrem à APE a pedir ajuda?
Já imaginámos que há famílias de alunos do IPE que devido a situações imprevistas e dramáticas pedem ajuda para poder continuar a manter os seus educandos na mesma escola onde nos formámos e fomos preparados para a vida?
Isto são questões e interrogações que colocamos a nós próprios, publicamente, para que as consciências se agitem e e as boas acções apareçam!
Fernando Baptista Pires
Presidente da Direção
Associação dos Pupilos do Exército
(19550275)

X